terça-feira, 23 de outubro de 2012

2º Praia Grande Animal e Sustentabilidade

   Evento está marcado para o dia 28 e ocorrerá no Espaço de Eventos Alvorada

   A Secretaria de Saúde Pública (Sesap) participará da 2ª edição do Praia Grande Animal e Sustentabilidade. O evento, realizado pela Associação de Amparo aos Animais, está marcado para o próximo dia 28, das 9 às 17 horas, no Espaço de Eventos Alvorada (Avenida Ministro Marcos Freire, s/nº, Bairro Quietude).

   Nesta quinta-feira (4), comemora-se o Dia de São Francisco de Assis (4 de outubro), considerado pelos católicos como o santo protetor dos animais. A data também marca o Dia Mundial dos Animais e Dia Nacional de Adotar um animal.

   O 2º Praia Grande Animal e Sustentabilidade terá, entre diversas atrações, a limpeza de orelha e o corte de unha de cachorros, palestras educativas, além de apresentação do canil da Guarda Civil Municipal. Serão realizados ainda orientação de veterinária e jurídica.

   “Será um dia especial voltado para o bem animal. Queremos fazer um grande evento e chamar a atenção para a questão da posse responsável, controle populacional, levar informação sobre legislação.
A intenção é que cresça a cada ano e integre o calendário da Cidade”, declarou a diretora da Associação Amparo aos Animais, Leila de Castro.

   Criada há 26 anos, a associação fica no Bairro Samambaia e realiza diversos eventos visando obter recursos para cuidar de mais de 100 cães abandonados e atropelados. Os animais têm alimentação, higiene e abrigo. A associação faz consultas e castração a preços populares.

   Mais informações podem ser obtidas no telefone 3594-4045 ou no sitewww.associacaoamparo.webs.com.

   Blog - O abandono de animais é um problema comum a muitas cidades e, em Praia Grande, a prática tem se tornado cada vez mais frequente, superlotando o canil municipal. Além de campanhas de conscientização sobre posse responsável, a Sesap conta com o blogwww.zoonosespg.blogspot.com, para adoção de animais, que todos os dias são deixados na rua ou em frente à unidade.

   Para adotar um bicho de estimação, é preciso preencher um cadastro e um documento de Posse Responsável, no qual o dono se compromete a cuidar adequadamente do seu novo animal.

   Também é preciso ter residência fixa, ser maior de idade e apresentar um documento de identidade. Ao deixar o abrigo, o animal já sai imunizado contra vermes, mas precisa ser levado a uma clínica para que receba as vacinas contra eventuais bactérias contraídas do antigo ambiente onde permaneceu.

   O site também traz informações sobre castração animal e outros assuntos. Por dia, são realizadas gratuitamente de 10 a 14 castrações no Centro de Zoonoses. Os procedimentos são realizados para atender pedidos de proprietários de animais ou em animais apreendidos.

   Apreensão - De acordo com o chefe do Departamento de Vigilância em Saúde da Sesap, Luiz Marono, o serviço de apreensão de animais é específico para situações extremas. Não se pode recolher, por exemplo, um animal que vive na rua sendo cuidado pela comunidade.

   Conforme a Lei número 12.916, de 2008, mesmo animais que não têm dono, mas que são mantidos pela comunidade, devem ser considerados cães comunitários e, por esse motivo, precisam ser mantidos em seus locais ainda que não tenham responsáveis definidos.

   Maus tratos - Ao perceber um crime de maus tratos contra animais, recomenda-se denunciar o fato em uma das delegacias da Cidade. O abandono de animal está incluído neste delito, que prevê pena de seis meses a dois anos de prisão, além de multa a ser estabelecida pela Justiça.

   No caso de abandono de animais, a Divisão de Controle de Zoonoses pede que, se possível, seja anotada a placa do veículo ou algum elemento que ajude na identificação do responsável pelo ato. O denunciante deve mencionar os dados na ocasião do registro da ocorrência para que seja possível identificar e punir os criminosos.

   Para mais informações, os telefones do Centro de Controle de Zoonoses de Praia Grande são : 3496-5275 e 3596-1882.